DO QUE SE TRATA ESSE TRABALHO?

O Histórias Libertas é um conjunto de técnicas e vivências que facilita, através de jogos, exercícios e práticas meditativas, a descoberta de personagens, paisagens e conflitos que vivem no imaginário de cada participante. É um meio de tomar contato com um tesouro interior que pode ser matéria-prima preciosa para a construção de novas narrativas e para a ordenação da própria história pessoal.

O trabalho é estruturado para gerar inspiração e coleta de material artístico original, mas também abrange grupos mais amplos. Independente do interesse literário ou artístico, o conhecimento dessa paisagem interna é de vital importância, pois esses “argumentos que pedem passagem” influenciam nos atos cotidianos, muitas vezes tomando a frente da própria vida. Libertar essas histórias, além de trazer a satisfação do ato criativo, ajuda a trazer à tona padrões limitadores ou curativos que podem beneficiar o estado de ânimo de quem se lança a essa investigação.

A cada encontro, o conteúdo trazido à tona é trabalhado ludicamente, através de histórias e contos, transformando-se pouco a pouco numa narrativa pessoal compartilhada com o grupo e depurada ao longo dos encontros, resultando em uma história original e de grande potência.

OBJETIVOS

– Destravar processos criativos, facilitando a imersão no universo interior de onde brotam personagens, paisagens, argumentos e, consequentemente, histórias.

– Maior consciência das vozes internas, das histórias e narrativas que pedem passagem, possibilitando também uma melhor ordenação da própria vida,

– Facilitar o intercâmbio e enriquecimento desses conteúdos, através de discussões e trocas em processo circular.

FORMATOS E DURAÇÃO

As oficinas do Histórias Libertas pode ter variados formatos e tempos de duração, sendo customizado segundo interesse de cada grupo. De acordo com a duração escolhida, varia a capacidade de imersão, mas a essência do trabalho permanece a mesma. Os modelos já experimentados foram os seguintes:

– Oficina de um mês (quatro encontros): uma vez por semana, duas horas e meia de duração;

– Oficina de quatro meses (dezesseis encontros):  uma vez por semana, duas horas e meia de duração;

– Workshop de seis horas;

– Workshop de um dia;

– Workshop de imersão (uma noite e dois dias);

– Aula aberta (experimental) de duas horas.