O que é construir uma história?

Não se trata apenas de escrever.

Criar uma narrativa é fazer mover emoções humanas. É transformar climas difusos, em paisagens, personagens e ações, e colocar tudo isso em movimento. É condensar a vida numa estrutura mais enxuta, porém orgânica; com personagens inventados, porém reais. É falar ao seu tempo e a todos os tempos. O escritor é um artesão das palavras a serviço de um drama que pede passagem. Busca entender nossos atos, sublimes ou vis e, com eles, o próprio tempo.

Contar histórias é necessidade humana. É ofício antigo, é coisa que quando se sente o chamado, morde os calcanhares até que se realize. Porque tem muita coisa na gente querendo sair.

Então vem a pergunta: por onde começar, como fazer?

Como ir além da vontade de escrever uma história, seja ela um romance, um conto, um roteiro pra audiovisual, um texto pra cena, um quadrinho, ou até uma estrutura de um documentário?  Como fazer isso bem? Quais são as ferramentas? Em outros casos, algo já foi iniciado, mas após a “primeira entrega”, o primeiro jorro espontâneo, não se sabe mais o que fazer. Como saio daqui?

Em qualquer que seja o estágio da história, às vezes é essencial ter uma certa guiança. Alguém que conhece essas dificuldades por também viver a prática da escrita, que possa acompanhar o processo e com quem se pode ter uma interlocução. Não para trazer respostas prontas, mas como um elemento externo que atua nos pontos cegos do processo fazendo, novamente, correr o rio.

É isso que o esse coaching propõe: destravar pontos emaranhados, ajudar a definir personagens, ou tramas, ou a própria estrutura. Através de conversas, perguntas, exercícios criativos e, principalmente, da formação de um âmbito de confiança para que quaisquer que sejam os conteúdos que precisem vir à tona, eles possam nascer.

O atendimento é um acolhimento do universo que pede passagem. É um espaço íntimo para depurar os próprios conteúdos, e poder transformá-los em arte.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

O que é o coaching?

É um atendimento individual e personalizado desenvolvido pela escritora Claudia Pucci Abrahão com o objetivo estimular, orientar e destravar processos de criação de narrativas, estejam elas ainda na primeira idéia ou já com algum desenvolvimento.

Qual é a frequência?

Cada atendimento tem uma hora.  A frequência dependerá das necessidades trazidas, que podem pedir um processo continuado ou apenas um atendimento pontual.

Como funciona?

Em geral, as conversas tem como conteúdo a orientação e interlocução sobre ferramentas de dramaturgia. O atendimento se ajustará completamente às necessidades do que se deseja conseguir realizar, seja qual for o estágio em que a história se encontra.

O que será trabalhado, portanto, dependerá da demanda trazida, podendo ser desde o refinamento de um processo criativo em andamento até buscar estruturas, formatos ou pontos de partida para uma história que ainda não tem nenhuma definição clara.

Além das conversas, serão propostos exercícios e leituras específicas, expandindo o universo do atendimento e orientando o processo ao longo dos demais dias da semana.

Os atendimentos ocorrem presencialmente em São Paulo/Capital ou virtualmente por Skype.

Qual o valor?

O investimento é de R$200,00 por encontro, com possibilidade de pacotes mensais.

Mais informações:

(11) 984962714 (celular e WhatsApp)

historiaslibertas@gmail.com

(Ilustrações de Lucas Lopes e Michael Vincent Manalo)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E VEJA NOVIDADES